Na última segunda-feira, dia 13/12, ativistas metalúrgicos distribuíram o Manifesto do Polo Socialista e Revolucionário em 7 fábricas metalúrgicas nas cidades de São José dos Campos, Jacareí e Caçapava.

A distribuição dos manifestos na porta das fábricas é parte da batalha pela disputa política sobre os rumos do país. Enquanto Bolsonaro e as alternativas da chamada terceira via defendem uma saída liberal para o país e o PT, com o apoio do PCdoB e da maioria da direção do PSOL, uma alternativa de governar junto com os banqueiros e grandes empresários, nós defendemos uma saída de independência de classes.

“A alternativa socialista e revolucionária expressa no Manifesto é um programa operário para a saída da crise. A conciliação com os burgueses promovida pelo PT em seus governos nos trouxe até onde estamos hoje. Não podemos reeditar essa experiência que já se demonstrou falida. Estamos conversando com os operários da necessidade de uma alternativa diferente, que seja própria da nossa classe e que aponte para uma saída em relação ao sistema capitalista que nos oprime e nos explora”, opinou Weller, militante do PSTU que esteve presente nas panfletagens.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here