A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Várzea da Palma (MG) debateu, no último dia 24, o Manifesto pela construção do Polo Socialista e Revolucionário.

O debate se deu em torno a necessidade de construir uma alternativa socialista e revolucionária, com independência de classe, frente aos brutais ataques quem a classe trabalhadora vem sofrendo, devido a política do governo genocida de Bolsonaro, que já matou mais de 610 mil pessoas nesta pandemia e continua nos empurrando nosso povo à morte, seja pela covid-19 ou pela fome, pelo aumento do desempregado e dos preços dos produtos básicos como alimentação e gás de cozinha.

Discutiu-se a importância de não capitular ao projeto de conciliação de classe, que vem sendo construído pelo PT, ao mesmo tempo que se faz necessário denunciar a farsa da terceira via que vem sendo construída por um setor da burguesia e seguir com o combate ao projeto reacionário de Bolsonaro e sua corja.

Ao final do debate, diretores do Sindicato assinaram o Manifesto pela construção do Polo Socialista e Revolucionário.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here