No último dia 12, aconteceu o lançamento do Polo Socialista Revolucionário na Paraíba. Participaram como palestrantes Atnágoras Lopes (PSTU) , Rejane de Oliveira (MLS) e professor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG),  Luciano Mendonça.

A atividade reuniu em torno de 35 pessoas, com representação de professores de Campina Grande, lideranças de Comunidades, estudantes, professores da UFCG. O professor Gonzalo participou representando o MRT.

Em sua fala, Atnágoras Lopes pontuou que a atividade era muito importante. Ressaltou a importância da fala de Franklin, que defendeu o comunismo. Atnágoras pontuou que a burguesia combate ferozmente o comunismo, mas que o stalinismo em Cuba também mancha a bandeira comunista, ao ser um regime opressor, sem democracia, que vem restaurando o capitalismo na ilha em nome do socialismo.

Rejane de Oliveira destacou que a luta contra o machismo, o racismo, a LGBTfobia está muito ligada a luta contra o capitalismo. Ela falou que a vida é muito dura para a classe trabalhadora e muito mais dura para as mulheres, negros/negras e para as LGBTs. Rejane denunciou a hipocrisia do PT e PCdoB que falaram em golpe e estão se aliando com a direita que eles chamavam de golpistas.

Para Gonzalo, o Polo Socialista Revolucionário tem que ter um programa político que defenda uma Petrobras 100% estatal, controlada pelos trabalhadores, e que chame a lutar contra o conjunto das reformas anti-trabalhador dos últimos governos.

Luciano Mendonça afirmou que na sociedade capitalista enfrentamos um dilema, ou avançamos para o socialismo ou vamos para a barbárie. Frisou que o futuro da humanidade depende da atuação dos proletariado para mudar o destino da sociedade. Finalizou ressaltando a importância de distintas gerações presentes na plenária.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here